sexta-feira, 23 de abril de 2010

Dias de PET stress...


Eita que tá difícil comentar por aqui, bem como acompanhar, com os amigos que estão comentando, O Aprendiz, de J.D...
Esta semana, a responsável foi Felícia, que não é ex BBB, nem princesa de Bial, mas é a "Pet Queen", aqui de casa...
Por aqui, ela reina absoluta e soberana, há dez anos!
A raça?
S.R.D ...
O valor?
Incalculável!
A imporância?
Membro querido, efetivo e titular da família!
(Sei que tem quem não entendenda, e não aprove, este tipo de amor por cães, mas querem saber? Também não entendo, e não me parecem corretas um monte de coisas em outras pessoas...Fica "elas por elas" então!)
Uma visita ao veterinário, que pensei que terminaria com alguns remédios, terça à tarde, acabou em internação e cirurgia...no mesmo dia!
Pirei com o diganóstico!
Só cirurgia resolveria a situação...
Como assim, deixar Fê, numa clínica, assim sem aviso nem nada???
Mas fica aqui meu alerta a quem tem "cãs", que, por questões "estratégicas", não procriarão nunca!
Felícia foi acometida do mal ,que cadelas que nunca tiveram filhotes, nem foram castradas, estão, com alta probabilidade, sujeitas na 3º idade canina: problemas uterinos, e tumores de mama...
A "coisa"acontece na surdina, e culmina com hemorragia que vai aumentando aos poucos... e sem fim, cujo tratamento único, é a retirada do útero, trompas ovários (a castração que evitaria a doença e cirurgia em uma "idosa", que sempre tem mais riscos...)

Em muitos casos, a hemoragia indicativa do problema (com a Felícia foi assim), ocorre coincidentemente com o período do cio, podendo ser confundida com o sangramento caracteístico deste.
Felícia é uma "menina" de dentro de casa, do tipo que usa aquelas calcinhas descartáveis e tals, durante a "fase", motivo pelo qual pude perceber que o sangramento tornou-se mais intenso e atípico.
Mas em uma cadela "de fora", a hemorragia decorrente dos tumores e tals, poderia passar despercebida, causando o enfraquecimento gradual, que, não interrompido pelo procedimento cirúrgico, se tornará fatal...(Bem assim! Imaginem o susto que levei ao ouvir isso...)
Meu conselho?
Castrem preventivamente!

10 comentários:

DEDEIA disse...

Concordo com vc! tenho tres caes amo eles de paixao,(um goldem retriver, um labrador e um lhasa apso) sao 2 femeas e um macho todos sao castrados.

Blog da Fatima disse...

Bel..
Tadinha da bixinha! Olha..não tenho nenhum bixinho de estimação. Mas gosto de animais. Tenho peninha de ve-los jogado pela rua. Não tenho pq não tenho tempo de cuidar, e tbem não tenho dinheiro para mante-los com a saude em dia. Mas se tivesse teria gato, pois adoro gatos. Já tive alguns, mas sempre me roubaram meus bixinhos. Daí resolvi não te-los mais. Estimo as melhoras da Fê. E continua dando noticias dela. A propósito que raça é essa S.R.D ????
Qto ao aprendiz to acompanhando. Fiz um post sobre as minhas impressões. Vai lá conferir e deixa tua opinião.
Fuiiii

Bjos no ♥

Cíntia disse...

Oi, minha AMIGA Bel.

Nem sei o que dizer, também não castrei as minhas, bobeira mesmo, hoje só tenho a Fera (uma chow-chow de 14 anos) que como meu filho diz, tem o poder da auto cura, ehehehe, mas foi porque ela que sempre foi a problemática, teve até cancer de pele, depois que as outras se foram por conta da idade e de um problema igual ao da Fê, ela rejuveneceu porque não precisou mais disputar espaço com ninguém, eu tive a Raio de Lua que teve o mesmo problema da Felicia, só que já sem condições de operar.

Para mim, é importante que gostem de animais, nem precisa fazer festa, mas quem não os respeita, não tem nenhuma atenção da minha parte.

Se cuida e cuide dela, viu.

Um beijo.

Elis (Coisas de Lily) disse...

Oi Bel!!! Vim te visitar.
Que coisa, isso que aconteceu com a Felícia, tadinha!!
Tenho certeza que ela será bem cuidada e terá muito carinho. Vou divulgar esse seu post no TT, é bom alertar quem tem "menininhas" em casa.
beijos!!

Fernanda Reali disse...

Ótimo alerta para nós que somos mães de meninas caninas!

Gabi de 8 anos não é castrada, fez ultrassom no ano passado e estava bem. Isa de 6 meses será castrada. São mais duas crianças em casa para a gente se preocupar com alimentação, vacinas, consultas, mas eu AMO filhas filhas caninas assim como amos meus filhos humanos.

Beijos pra a Felícia e para ti.

Inez disse...

Oi Bel,

Tadinha...
Espero que corra tudo bem com ela.
Tenho um Labrador chocolate (Polo) de quase 3 anos e não é castrado. Será que nos machos tem problema parecido ? Não esse da Felícia, claro, mas algum por não ser castrado ? Já me disseram que o ideal seria castrar também...ma nunca soube direito o porque.
Bjs

Ana Maria - rs disse...

Oi Bel,
Desculpa tanta intimidade, pois é a primeira vez que faço um comentário, mas já te acompanho faz um tempo, e me sinto a vontade para te chamar assim.
Moro em Porto Alegre e me identifiquei muito com o teu texto. Tb tive uma cadela husky com o mesmo problema e qdo o mesmo se apresentou nada mais podia ser feito. Isto faz 3 anos e até hoje, apesar de ter outro cão, ainda me emociono qdo lembro dela ou qdo leio histórias parecidas. Desejo um final super feliz para tua Felicia. Entendo teu amor pelos bichos, pois sou exatamente igual, e ainda digo: meu cachorro é quase gente, quase, quase.
BOA SORTE.

Ana disse...

Oi amiga, que saudade do seu cantinho... estou voltando mas aos pouquinhos... rss Queria te dizer que concordo (pra variar um pouquinho rs) com vc em relação ao Dória Jr, outro querendo imitar toscamente um apresentador de reality ninguém merece, ainda mais o Justus que já não era grandes coisas... estou gostando do novo apresentador e até dos conselheiros, só não gosto do tanto de plásticas que a conselheira tem no rosto coitada... rss acho tão feio gente esticada daquele jeito kkkkkkkkkk

beijos querida, até mais!

Arti, o Rico disse...

Eu deixei os dogs (3 labradores) pro pai rsrs

Comigo, só aquário agora!

Bj guria.

Srta Beltrana (Bel) disse...

Aí povo amigo

Valeu pelas palavras amigas!

Bjs!